Solução Numérica do Processo de Secagem das Sementes de Canola Baseada em Métodos de Regressão Não-Lineares

Rafaela Greici da Motta Camicia, Marcio Furlan Maggi, Rodrigo Junior da Motta Camicia, Erli Raquel Zortea Andretta, Francisco Augusto Aparecido Gomes, Dierli Maiara da Rosa Maschio

Resumo


O objetivo do trabalho foi determinar e modelar as curvas de secagem da canola, em diferentes temperaturas, ajustando-se modelos matemáticos aos dados experimentais para selecionar o que melhor representa o fenômeno. As sementes de canola foram selecionadas com teor de água de 0,34 (b.s.), secas até o teor 0,11 (b.s.). A secagem foi realizada em secador experimental sob temperaturas controladas de 40 e 60 ◦ C, e umidade relativa do ar de secagem entre 13 e 36%. Foram testados vários modelos de regressão não-linear; na seleção do melhor modelo considerou-se: a significância do coeficiente de regressão pelo teste t, a magnitude do coeficiente de determinação ajustado (R2 ), o erro médio relativo (P) e o erro médio estimado (SE). Serão avaliados quanto ao processo de secagem, o tempo, a faixa de temperatura correta para a obtenção do grão seco seguido do modelo estatı́stico que melhor representa o fenômeno fı́sico da secagem da canola com base no ajuste dos dados experimentais.


Palavras-chave


Brassica napus, curvas de secagem, regressão linear, Quasi-Newton.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2017.005.01.0194

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato