Identificação de Danos Estruturais Utilizando a Matriz de Flexibilidade Estrutural e Modelo de Superfı́cie de Resposta

Isabela Cristina da Silveira e Silva Ran, Leonardo Tavares Stutz, Luciano dos Santos Rangel, Rosilene Abreu Corrêa

Resumo


O presente trabalho aborda um problema de identificação de danos estruturais
baseado na análise modal, mais precisamente, na matriz de flexibilidade, em uma viga de Euler-Bernoulli simplesmente apoiada. O Modelo de Superfı́cie de Resposta (MSR) é utilizado para a obtenção da matriz de flexibilidade em substituição ao Modelo de Elementos Finitos (MEF) na formulação do problema inverso da identificação de danos e, para tal, é utilizado o método Evolução Diferencial (ED). Frente aos resultados numéricos obtidos, a estratégia adotada mostrou-se capaz de identificar os danos com elevada acurácia, mostrando assim, sua potencialidade.


Palavras-chave


Identificação de Danos Estruturais, Matriz de Flexibilidade, Modelo de Superfı́cie de Resposta.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2017.005.01.0400

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato