Predição do Rendimento de Grãos Frente as Doses e Épocas do Fornecimento de Nitrogênio no Sistema Soja/Trigo

Ana Paula Brezolin, Rubia Diana Mantai, Anderson Marolli, Ângela Teresinha Woschinski da Mammann, Ari Higino Scremin, Osmar Bruneslau Scremin, José Antonio Gonzalez da Silva

Resumo


O trigo (Triticum aestivum L.) é uma espécie muito cultivada mundialmente,
podendo ser utilizado de várias formas. Este cereal por não ter a caracterı́stica de fixação biológica do nutriente nitrogênio, necessita que o mesmo seja fornecido para completar os processos biológicos que determinarão o crescimento e reprodução da planta. Acerca disso, se faz necessário um estudo que melhor defina as doses e épocas de aplicação da adubação nitrogenada no trigo, pois, o manejo inadequado acarretará perdas para a cultura, gerando
poluição ambiental. Portanto, este artigo propõe a aplicação e simulação de modelos que permitem elucidar a dinâmica de aproveitamento do nitrogênio e sua otimização de uso sobre a expressão rendimento de grãos do trigo classe industrial tipo pão (BRS Guamirim) sobre o efeito das doses e fracionamento do nutriente no sistema de cultivo de alta relação carbono/nitrogênio. Uma condição-chave em qualificar o manejo desta espécie em relação às condições regionais do noroeste do estado do Rio Grande do Sul, principal região produtora do Brasil. O experimento tratou da avaliação dos fatores nos anos de 2012, 2013 e 2014. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com quatro repetições, seguindo um esquema fatorial 4 × 3 nas fontes de variação doses de N-fertilizante (0, 30, 60, 120 kg de N ha−1 ) na fonte uréia e fracionamento do N-fertilizante, nos estádios fenológicos (V3 , V3 /V6 e V3 /R4 ). Para a análise e simulação dos dados foi utilizado o programa computacional GENES [2], através deste foi possı́vel obter as equações de regressão linear, múltipla e a superfı́cie de resposta. Sendo assim, percebe-se que os modelos propostos pelas regressões linear e múltipla obtiveram grande acurácia na predição do rendimento de grãos aliados a melhor dose e época do adubo químico. Portanto, a dose sem fracionamento se mostra mais eciente e indicado, proporcionando maior rendimento de grãos. Destarte, qualica o modelo de otimização da superfície de resposta na predição da produtividade de grãos atrelado as doses e condições de fracionamento do N-fertilizante.


Palavras-chave


Triticum aestivum L., fracionamento, regressão linear e múltipla, superfície de resposta.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2017.005.01.0405

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato