Estudo otimizado sobre Rendezvous com Detritos Espaciais Brasileiros em LEO

Gyslla D. Bento da Silva, Claudia Celeste Celestino de Paula Santos, David Barnhart

Resumo


Objetos inoperantes em órbita são grandes ameaças para satélites ativos e têm sido de grande preocupação para a comunidade cientı́fica no mundo. O sı́ndrome de Kessler explica que a alta densidade de detritos espaciais em baixa órbita (low-Earth Orbit, LEO) aumenta o risco de colisões com objetos no espaço, os quais são difı́ceis de serem evitados e podem potencialmente gerar outros milhares de detritos em cada colisão, criando um fenômeno de cascata. Esse problema tem sido estudado a fundo e acredita-se que a população de detritos pode ter alcançado, ou pode até estar acima, do limite previsto pelo sı́ndrome de Kessler.[...]


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato