Equações diferenciais estocásticas: teoria e aplicação em finanças

Martinelle Araujo dos Santos, Pedro Callado Versiani de Souza Ferreira, Lucas Resende, Raı́ Beirão Augusto dos Santos, Uriel Moreira Silva, Denise Burgarelli Duczmal

Resumo


Equações diferenciais [2] são úteis para modelagem de inúmeros fenômenos reais, como propagação de calor, ondas e diversos processos mecânicos e elétricos. Porém, para uma grande parte dessas modelagens, uma solução determinı́stica não é satisfatória: muitas vezes observamos algum tipo de ruı́do que pode vir, por exemplo, de erros de precisão dos instrumentos de medição utilizados, ou que pode até ser inerente ao fenômeno em si [6].Conseguimos, portanto, obter resultados melhores ao incluir ruı́do em um modelo, tomando esse como proveniente de um processo aleatório. Nesse caso, chegamos às equações diferenciais estocásticas (EDEs), que constituem um campo crescente de pesquisa e propiciam modelos mais precisos para diversas aplicações, como crescimento populacional, mercado financeiro, osciladores e redes neurais [4] [5].[...]


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato