Modelo Entomológico para a Infestação por Aedes aegypti Segundo Variáveis Meteorológicas: caso de Caratinga (Minas Gerais - Brasil)

Flávia da Silva Cordeiro, Álvaro Eduardo Eiras, Fábio Rocha da Silva, José Luiz Acebal

Resumo


O Aedes aegypti é o principal vetor de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Uma vez que as fêmeas Ae. aegypti são as responsáveis pela transmissão do vı́rus, sua população torna-se um indicador direto de risco de transmissão. Por sua vez, a população de fêmeas guarda relação com variáveis meteorológicas, como precipitação e temperatura, via produtividade dos locais de reprodução, processos metabólicos etc. Neste trabalho, um sistema dinâmico não-linear, composto por quarto equações diferencias, foi usado para descrever a dinâmica populacional das fêmeas Aedes aegypti sob efeito de variáveis meteorológicas: precipitação e temperatura. O modelo foi validado por comparação com dados experimentais de capturas de fêmeas Ae. aegypti obtidos pelo monitoramento entomológico da cidade de Caratinga (Minas Gerais, Brasil). O modelo descreveu bem o ciclo de vida do vetor e pode ser usado no monitoramento e controle, contribuindo com a redução da densidade de mosquitos.


Palavras-chave


Aedes aegypti, Variáveis meteorológicas, Sistemas Dinâmicos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2018.006.02.0301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato