Estudo de manobras orbitais de satélites de constelação

Rita C. Domingos, Ricardo G. Pina, Antônio F. B. A. Prado

Resumo


A idéia de considerar uma constelação de satélites não minimiza o problema de gastos com a missão. Transferências de órbitas envolvendo manobras de satélites de constelações podem ter alto custo de combustı́vel e/ou não serem interessantes do ponto de vista do tempo de duração da manobra ( [1], [2], [3]; e referências dos artigos). Além disso, minimizar o gasto de combustı́vel durante a manobra não está somente ligado aos gastos econômicos, mas também com a vida útil do satélite. A literatura mostra que transferências de órbitas envolvendo manobras de satélites de constelações também podem ser estudadas considerando uma generalização de conceitos aplicados ao estudo de transferência orbital de um veı́culo espacial ( [4]). Para tanto, deve-se ter em mente que manobras envolvendo constelações de satélites exigem a colocação do satélite em um ponto especı́fico da órbita final, ou seja, com o mı́nimo de desvio possı́vel. Desta forma, o estudo de manobras visando utilizar o mı́nimo de combustı́vel no processo de transferência orbital deve ser estudado cuidadosamente quando se trata de satélites de constelações.[...]


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato