Analise preliminar da evolução de detritos espaciais em órbitas LEO, considerando as perturbações do arrasto atmosférico, achatamento terrestre e da pressão de radiação solar.

Tiago Brito, Cláudia Celeste, Maria Cecília Zanardi, Luiz de Siqueira Martins Filho

Resumo


Após o lançamento do Sputnik I em agosto de 1957 milhares de missões espaciais foram realizadas. Atualmente existem aproximadamente 9.000 satélites em órbita ao redor do planeta, dos quais apenas 6% ainda encontra-se em operação, desta forma todo restante pode ser caracterizado como lixo espacial [1]. [...]


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato