Aplicação de Modelos de Regressão e de Adaptabilidade e Estabilidade na Identificação de Cultivares de Aveia Branca com Maior Resistência Genética a Doenças Foliares

Odenis Alessi, Eldair Fabricio Dornelles, Ângela Teresinha Woschinski de Mamann, Adriana Roselia Kraisig, Luana Henrichsen, Anderson Marolli, Vanessa Pansera, José Antonio Gonzalez da Silva

Resumo


Modelos de regressão e o modelo de adaptabilidade e estabilidade de Eberhart & Russel podem contribuir no melhoramento de manejos de diferentes cultivares. Na aveia, podem auxiliar na identificação de cultivares mais resistentes às doenças foliares. Com isso, pode-se evitar o uso indiscriminado de fungicida e diminuir os riscos de contaminação do grão e do meio ambiente. Desta forma, o objetivo deste trabalho ´e empregar os modelos de regressão e o modelo de adaptabilidade e estabilidade para identificação das melhores cultivares de aveia recomendadas para cultivo no Brasil. O delineamento experimental foi de blocos casualizados seguindo um esquema fatorial 22 x 4 para 22 cultivares de aveia branca e 4 condições de aplicação de fungicida. Após a coleta dos dados experimentais e aplicação dos modelos de regressão e de adaptabilidade e estabilidade, conclui-se que a cultivar URS Altiva apresenta melhores resultados em promover maior produtividade de grãos com possibilidade de menor uso de fungicida.  


Palavras-chave


Análise de Regressão, Adaptabilidade e Estabilidade, Resistência Genética

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2018.006.02.0424

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato