Estimando Parâmetros para a Modelagem de Doenças Virais

Thaís Madruga de Oliveira Mendonça, Nathalia Kathleen Santana Reyes, Douglas Souza de Albuquerque, Josiane Cordeiro, Claudia Mazza Dias

Resumo


A modelagem matemática em epidemiologia é ferramenta consagrada no entendimento da propagação e do controle de doenças. Quando se trata de doenças virais, principalmente aquelas que atingem o indivíduo e sua infância, seu estudo ganha também importância social. Para citar alguns exemplos, hoje nosso país lida com alarmante número de casos de Sarampo, doença que já era considerada erradicada na maior parte de nosso território [3]. Outra doença não menos preocupante, mas pouco conhecida do grande público, é a Síndrome da Rubéola Congênita (SRC), uma doença decorrente da infecção da mãe pelo vírus da Rubéola durante as primeiras semanas da gravidez, causando grande influência no desenvolvimento da criança [5]. Como exemplo também citamos a Coqueluche, doença infecciosa aguda do trato respiratório, cujo número de casos é considerando grande pelos especialistas [1]. Todas estas doenças podem ser estudadas e descritas por modelos determinísticos, mas um desafio sempre presente nestes modelos é a estimativa dos seus parâmetros. Este trabalho tem como objetivo estudar diferentes técnicas de estimação estatística dos parâmetros envolvidos nesses modelos. [...]

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato