Um problema de programação linear para a distribuição da carga horária didática entre os docentes da Faculdade de Matemática

Izabela Luiza Oliveira Lima, Rafael Alves Figueiredo, Marcos Antônio da Câmara

Resumo


Um problema semestral da Faculdade de Matemática da Universidade Federal de Uberlândia (FAMAT) é a distribuição da carga horária didática entre os docentes. Atual- mente isto é feito de forma manual, cada docente estabelece uma listagem de disciplinas preferenciais que deverá ser constituída por 15 (quinze) disciplinas relacionadas em ordem decrescente de preferência. Depois, seguindo uma lista de classificação, estas disciplinas são alocadas em duas rodadas obedecendo o número de horas-aulas mínimas semanais que varia de acordo com grupo de docente: G3 (8 horas-aula), G2 (10 horas-aula) e G1 (12 horas-aula semanais) e nunca ultrapassando 16 horas-aula [2]. Este processo é lento e têm algumas dificuldades, pois como cada professor só classifica 15 disciplinas pode ocorrer de algumas não serem escolhidas por ninguém, nesse caso é necessário fazer um novo processo para alocar essas disciplinas e completar a carga horária mínima estabelecidas para os docentes. [...]

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato