Estudo do Comportamento Antropofı́lico de Mosquitos Selvagens e Transgênicos Baseado em um Modelo de Reação-Difusão-Quimiotaxia.

Moisés Filgueira de Oliveira

Resumo


Com avanço e a popularização das técnicas de edição genômica, os mosquitos geneticamente modificados uma alternativa viável para auxiliar no controle de doenças transmitidas por vetores. A inserção de mosquitos geneticamente modificados no ambiente apresenta uma nova possibilidade no controle vetorial e, consequentemente, auxiliando na redução dos números de infecções. Avaliações e estudos de novas medidas preventivas e de controle podem ser conduzidas antes ou durante as intervenções através de modelos matemáticos e simulações. Neste trabalho proposto um modelo matemático constituı́do por um sistema de equações diferenciais do tipo reação-difusão-quimiotaxia para descrever a dispersão de mosquitos e seu controle com uso da técnica introdução de mosquitos transgênicos. Em particular, a espécie de mosquito selecionada para o desenvolvimento do estudo foi Aedes aegypti, devido sua a diversas transmissão de arboviroses para humanos.


Palavras-chave


modelo matemático, mosquitos transgênicos, reação-difusão-quimiotaxia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2020.007.01.0379

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato