Modelagem computacional do processo de danificação do concreto em mesoescala

Wanderson F. dos Santos, Welington H. Vieira

Resumo


O concreto é um material amplamente empregado na indústria da Construção Civil, o que justifica a realização de estudos para entender de forma mais precisa o seu comportamento. Nesse contexto, o presente trabalho trata da determinação do comportamento constitutivo do concreto por meio de uma abordagem baseada em homogeneização computacional. O objetivo principal é avaliar em maiores detalhes o efeito da heterogeneidade do concreto considerando o processo de danificação da matriz na mesoescala do material. Uma etapa importante consiste na implementação do modelo de Mazars, que é baseado em conceitos da Mecânica do Dano Contínuo e permite capturar o processo de microfissuração da matriz. Deste modo, o modelo de Mazars é implementado e validado em um código computacional para análises com elementos finitos. Posteriormente, estuda-se o efeito das heterogeneidades na mesoescala do concreto considerando o conceito de Elemento de Volume Representativo (EVR). O comportamento constitutivo macroscópico ou homogeneizado é obtido através da implementação de um procedimento de homogeneização computacional, em que o EVR é simulado numericamente com elementos finitos. O modelo de dano foi validado e o processo de homogeneização levou a resultados próximos da referência utilizada. Portanto essa abordagem pode ser utilizada para o desenvolvimento e uso de concretos com propriedades inelásticas específicas.


Palavras-chave


concreto; mesoescala; heterogeneidade; dano; homogeneização computacional

Texto completo:

PDF

Referências


P. Wriggers e S.O. Moftah. “Mesoscale models for concrete: Homogenisation and damage behaviour”. Em: Finite Elements in Analysis and Design 42 (7 2006), pp. 623–636.

L.A.F. Souza e R.D. Machado. “Numerical-computational analysis of reinforced concrete structures considering the damage, fracture and failure criterion”. Em: IBRACON Structures and Materials Journal (2013), pp. 101–120.

J. F. Unger e S. Eckardt. “Multiscale Modeling of Concrete”. Em: Archives of Computational Methods in Engineering 18 (3 2011), pp. 341–393.

L. Contrafatto, M. Cuomo e L. Greco. “Meso-scale simulation of concrete multiaxial behaviour”. Em: European Journal of Environmental and Civil Engineering 21.7-8 (2017), pp. 896–911.

J. Mazars. “Application de la mechanique de l’endommagement au comportement non lineaire et à la rupture du béton de structure”. Thèse de Doctorat d’État. Paris: Université Paris 6, 1984.

J. F. W. Bishop e R. Hill. “XLVI. A theory of the plastic distortion of a polycrystalline aggregate under combined stresses.” Em: Philosophical Magazine Series 5 42 (327 1951), pp. 414–427.

J. Mandel. Plasticité classique et viscoplasticité. Udine, Italy: Springer, 1971, p. 187.

J. Lee e G.L. Fenves. “Plastic-Damage Model for Cyclic Loading of Concrete Structures”. Em: Journal of Engineering Mechanics 124 (8 1998), pp. 892–900.

M. A. Rodrigues. “Simulação numérica do comportamento de vigas de concreto protendido pós-tracionado”. Mestrado em Engenharia Civil (Estruturas). São Carlos: Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, 2019, p. 123.

W. H. Vieira. “Sobre o estudo de modelos numéricos aplicados à simulação multiescala do comportamento de estruturas de concreto”. Mestrado em Engenharia Civil (Estruturas). São Carlos: Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, 2021, p. 195.




DOI: https://doi.org/10.5540/03.2022.009.01.0274

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato