Uso do Modelo de Superfície de Resposta e Projeto Ótimo de Experimentos na Identificação de Danos Estruturais

Isabela Cristina da Silveira e Silva Rangel, Luciano dos Santos Rangel, Leonardo Tavares Stutz

Resumo


O presente trabalho aborda o problema de identificação de danos em uma viga de Euler-Bernoulli simplesmente apoiada utilizando as técnicas baseadas no domínio da frequência. Na formulação do problema de identificação de danos é utilizado o Modelo de Superfície de Reposta (MSR) em substituição de um Modelo de Elementos Finitos (MEF) da estrutura, com intuito de reduzir o custo computacional na solução do problema inverso. O MSR é determinado considerando os dados experimentais selecionados a partir do Projeto Ótimo de Experimentos, com objetivo de selecionar um conjunto ótimo de experimentos. Considerou-se o método Evolução Diferencial (ED) no problema em questão. Com os resultados obtidos, percebe-se que o Projeto Ótimo de Experimentos é de fundamental importância para a identificação de danos estruturais.

Palavras-chave


Modelo de Superfície de Resposta, Projeto Ótimo de Experimentos, Identificação de danos estruturais, Frequências naturais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2015.003.02.0107

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato