Modelagem Matemática Inversa de um Amortecedor Magnetoreológico

Gustavo Luiz C. M. de Abreu, Matheus Paris Orsi

Resumo


Em um amortecedor convencional, a força gerada é função das propriedades reológicas (viscosidade, elasticidade e plasticidade) do fluido do amortecedor, dos seus parâmetros geométricos e da velocidade relativa de suas extremidades. Por outro lado as propriedades reológicas do fluido no amortecedor magnetoreológico, dependem da corrente elétrica aplicada ao circuito eletro-magnético do amortecedor. Uma das aplicações mais importantes do fluido MR é em amortecedores de vibrações, utilizados principalmente na construção civil, em veı́culos automotivos e outros sistemas mecânicos sujeitos a excitações que provocam vibrações indesejáveis. Tendo em vista tais propriedades, pode-se controlar a força indiretamente através do controle da intensidade da corrente elétrica. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de um algoritmo para a determinação da corrente elétrica necessária para a realização de uma força de controle desejada em um amortecedor magnetoreológico.


Palavras-chave


Amortecedor Magnetoreológico, Modelo Inverso, Controle Semi-Ativo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2020.007.01.0401

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato