Aplicação de um modelo SIR estocástico na transmissão do sarampo

Michelle Lau de Almeida, Zochil González Arenas

Resumo


Na modelagem epidemiológica, a implementação de modelos matemáticos e suas respectivas simulações computacionais são ferramentas vantajosas para estimar características acerca da  propagação de doenças infecciosas. Um dos modelos determinísticos utilizados nessa modelagem  é o Suscetível-Infectado-Recuperado (SIR), proposto por Kermack e McKendrik, em 1927. Neste  trabalho, apresentamos o modelo SIR com uma abordagem estocástica, utilizando Cadeia de Markov de Tempo Contínuo (Continuous Time Markov Chain - CTMC). Foram realizadas simulações  a fim de comparação entre os dois modelos utilizando dados de referência sobre a propagação do  sarampo na Ilha Grande - Rio de Janeiro, em 1976. Resultados das propriedades do modelo são  apresentados. Como vantagens exclusivas da modelagem estocástica tem-se o acesso a distribuições  de probabilidade de certas propriedades, permitindo observar cenários aos quais não se tem acesso  utilizando o modelo determinístico. Essas vantagens ficaram em evidência na análise da evolução  do surto de sarampo.


Palavras-chave


Modelagem epidemiológica estocástica; Modelos compartimentais; Modelo SIR CTMC

Texto completo:

PDF

Referências


Allen, L. J. S., An introduction to stochastic epidemic models, Mathematical epidemiology, Springer, pages 81-130, 2008.

Allen, L. J. S., An introduction to stochastic processes with applications to biology, 2a. edição, CRC Press, Lubbock, 2010.

Almeida, M. L., Modelagem Epidemiológica com um Modelo SIR Estocástico utilizando Cadeia de Markov de Tempo Contínuo, Dissertação de Mestrado, UERJ, 2020.

Araújo Filho, N. A., Coura, J. R., Surto epidêmico de sarampo na Ilha Grande, Rio de Janeiro, Brasil, Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 13(1): 147-155, SciELO Brasil, 1980. DOI: 10.1590/S0037-86821980000100018

Kermack, W. O., McKendrick, A. G., A Contribution to the Mathematical Theory of Epidemics, The Royal Society, 115:700-721, 1927.

Szusz, E. K., Garrison, L. P., Bauch, C. T., A review of data needed to parameterize a dynamic model of measles in developing countries, BMC Research Notes, 3(1):1—17, 2010.

Whittle, P., The Outcome of a Stochastic Epidemic - A Note on Bailey’s Paper, In Biometrika, 42(1/2):116—120, 1955.




DOI: https://doi.org/10.5540/03.2021.008.01.0370

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato