Qualidade das águas do Rio Jaguari e relações entre parâmetros: um estudo de Redes Complexas

Fernanda A. M. Gayer, Elaine Cristina Catapani Poletti, André Franceschi de Angelis

Resumo


Uma vez que os rios desempenham um importante papel como recursos hídricos, o presente tra­balho propõe o estudo da qualidade de água do Rio Jaguari através de modelagem matemática  e computacional, utilizando a teoria das redes complexas. Esta pesquisa baseou-se em coletas de  amostras de águas do Rio Jaguari, no período de 2006 a 2017, em ponto estratégico na cidade de  Paulínia - SP, local densamente povoado e industrializado da região de Campinas, com grande importância econômica para o país. As análises das amostras possibilitaram a criação de um banco de  dados atualizado com nove parâmetros importantes: pH, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica  de oxigênio, nitrogênio total, fósforo total, turbidez, Escherichia coli, sólidos totais e temperatura. Utilizando-se redes complexas, foram analisadas as relações entre os parâmetros amostrados,  aplicando a correlação de Pearson. O modelo desenvolvido buscou identificar as variáveis mais  impactantes na poluição hídrica do rio durante o período mencionado, tendo-se por base o índice  de qualidade da água da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), com vistas  a fornecer informações de relações entre parâmetros e de subsidiar tomadas de decisões e estudo  de estratégias de recuperação da qualidade das águas do rio. Com base na análise dos resultados obtidos, o parâmetro com maior importância é o fósforo total para as qualidades de água aceitáveis, e o nitrogênio total como parâmetro mais significativo para as águas de qualidade ruim. De acordo com este modelo, a densidade da rede aumenta com a piora da qualidade da água, identificando o  comportamento da rede de acordo com a qualidade da água analisada.  


Palavras-chave


Redes Complexas; Modelagem Matemática; Rio Jaguari; Qualidade da Água

Texto completo:

PDF

Referências


Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Relatório de Qualidade das Águas Interiores do Estado de São Paulo - Apêndice D: índice de Qualidade das Águas, 2017, São Paulo.

Firth, P. The importance of water resources education for the next century, Journal of the American Water Resources Association, 35:487-492, 1999. DOI: 10.1111/j.l752-1688.1999.tb03605.x.

Grill, G. et al. Mapping the world’s free-flowing rivers, Nature, 569:215-221, 2019. DOI: 10.1038/s41586-019-llll-9.

Hoeffel, J. L., Fadini, A. A., Machado, M. K. e Reis, J. C. Trajetórias do Jaguary unidades de conservação, percepção ambiental e turismo: um estudo na APA do Sistema Cantareira, São Paulo, Ambiente & sociedade, 11:131-148, 2008. DOI: 10.1590/S1414-753X2008000100010.

Mainstone, C.P., Parr, W. Phosphorus in rivers—ecology and management. Science of the Total Environment, 282:25-47, 2002. DOI:10.1016/S0048-9697(01)00937-8.

Newman, M. E. J. The structure and function of complex networks, SI AM review, 45:167-256, 2003. DOI: 10.1137/S003614450342480.

Ramos, M. A. G., Oliveira, E. S. B. de, Pião, A. C. S., Leite, D. A. N. de O. and Angelis, D. de F. de. Water quality index (WQI) of Jaguari and Atibaia Rivers in the region of Paulínia, São Paulo, Brazil, Environmental monitoring and assessment, 188:263-267, 2016. D01:10.1007/sl0661-016-5261-z.

Rosa, A. H., Fraceto, L. F., Moschini-Carlos, V. and Organizadores. Meio ambiente e sustentabilidade, la. edição. Bookman, Porto Alegre, 2012. ISBN: 8540701960.

Sawyer, C.N. and Mccarty, P.L. Chemistry for Environmental Engineers, 3rd ed. Mc Graw-Hill Book Company, New York, 1978.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo (Sigrh). Situação dos recursos hídricos no estado de São Paulo 2017. Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, Governo do Estado de São Paulo. São Paulo, 2019.

Sundaray, S. K., Panda, U. C., Nayak, B. B. and Bhatta, D. Multivariate statistical techniques for the evaluation of spatial and temporal variations in water quality of the Mahanadi river- estuarine system (India)-a case study, Environmental Geochemistry and Health, 28:317-330, 2006. DOI: 10.1007/sl0653-005-9001-5.

Weigelhofer, G., Hein, T., Bondar-Kunze, E. Phosphorus and Nitrogen Dynamics in Riverine Systems: Human Impacts and Management Options. Riverine Ecosystem Management: Science for Governing Towards a Sustainable Future. Springer International Publishing, 187-202, Cham, 2018, DOI: 10.1007/978-3-319-73250-3-10.

Zhu, H., You, X. and Liu, S. Multiple Ant Colony Optimization Based on Pearson Correlation Coefficient, IEEE Access, 7:61628-61638, 2019. DOI: 10.1109/access.2019.2915673.




DOI: https://doi.org/10.5540/03.2021.008.01.0467

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato