Metodologias Ativas como Estratégias Educacionais para o Ensino Remoto

André Luis Andrjew Ferreira, Débora Marília Hauenstein, Guilherme Porto, Luis Fernando Affonso Fernandes da Cunha

Resumo


As mudanças impostas pelo cenário da pandemia da COVID-19 fizeram com que as instituições de ensino buscassem propostas didáticas alternativas voltadas ao ensino remoto. Nesse contexto, as metodologias ativas de ensino ganharam espaço, pois incentivam que os estudantes sejam autônomos e proativos na construção dos conhecimentos e não dependam tanto do professor uma vez que não existe contato presencial. Discutimos algumas das diferentes práticas para a aplicação dessa nova abordagem, são elas a sala de aula invertida, a aprendizagem baseada em jogos conhecida como gamificação e as ferramentas para a aprendizagem colaborativa. Por fim, tecemos nossas observações sobre as vantagens da aplicação dessas metodologias, visando contribuir para o desenvolvimento de uma aprendizagem mais qualificada.


Palavras-chave


Metodologias Ativas; Sala de Aula Invertida; Gamificação; Aprendizagem Colaborativa

Texto completo:

PDF

Referências


L. Bacich, A. T. Neto e F. M. Trevisani. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. 1a. ed. São Paulo: Penso Editora, 2015. isbn: 8584290494.

J. Bergmann e A. Sams. Sala de aula invertida: uma metodologia ativa de aprendizagem. 1a. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2016. isbn: 978-8521630456.

R. Bogdan e S. Biklen. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto Alegre: Porto Editora, 1994. isbn: 9720341122.

N. Caminha. Gamification: o que é, como funciona e benefícios no EAD. Online. Acessado em 20/03/2022, https://www.edools.com/gamification/.

A. Castro e C. Menezes. “Aprendizagem colaborativa com suporte computacional”. Em: Sistemas colaborativos. Ed. por M. Pimentel e H. Fuks. Elsevier, 2012. Cap. 9, pp. 135–153. isbn: 853524669X.

G. Christians. “The Origins and Future of Gamification”. Tese de doutorado. University of South Carolina, 2018.

C. E. S. Costa et al. “Aplicabilidade da gamificação em sala de aula em períodos de pandemia”. Em: Brazilian Journal of Development 6 (2020), pp. 79789–79802. issn: 2525-8761. 7

Brasil; Ministério da Educação. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus-Covid-19. Online. Acessado em 20/03/2022, http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17demarco-de2020-248564376. 2020.

D. O. Inomata et al. “Compartilhamento de Conhecimentos e Aprendizagem Colaborativa em tempo de Pandemia”. Em: AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento 9 (2020), pp. 206–215. issn: 2237-826X.

J. Moran. “Educação híbrida: um conceito-chave para a educação, hoje”. Em: Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Ed. por L. Bacich, A. T. Neto e F. M. Trevisani. Penso Editora, 2015, pp. 27–45. isbn: 9788584290499.

E. L. F. Piffero et al. “Metodologias ativas e o ensino remoto de biologia: uso de recursos online para aulas síncronas e assíncronas”. Em: Research, Society and Development 9 (2020), e719108465–e719108484. doi: 10.33448/rsd-v9i10.8465.

M. C. F. D. Rêgo, T. F. M. Garcia e T. C. M. Garcia. Ensino remoto emergencial: estratégias de aprendizagem com metodologias ativas. Natal: SEDIS-UFRN, 2020. isbn: 978-65-86890-11-2.

R. C. Ribeiro. “A utilização do Scratch como ferramenta de ensino para criação de sequências didáticas com o desenvolvimento de simuladores e animações”. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual Paulista, 2019.

M. Spalding et al. “Desafios e possibilidades para o ensino superior: uma experiência brasileira em tempos de COVID-19”. Em: Research, Society and Development 9 (2020), e534985970–e534985993. doi: 10.33448/rsd-v9i8.5970.

J. A. Valente. “Blended learning e as mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida”. Em: Educar em Revista 4 (2014), pp. 79–97. issn: 1984-0411.




DOI: https://doi.org/10.5540/03.2022.009.01.0272

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato