Uso do GeoGebra para o Ensino da Física no Cálculo Diferencial e Integral

André Luis Andrjew Ferreira, Débora Marília Hauenstein, Guilherme Porto, Luis dFernando Affonso Fernanes da Cunha

Resumo


A física e a matemática são disciplinas do currículo escolar que integram áreas de conhecimento vitais para o desenvolvimento científico. No entanto, dados do Programme for International Student Assessement (PISA) atestam que o desempenho dos estudantes brasileiros em ciências exatas é inferior à média mundial [4].  [...]


Texto completo:

PDF

Referências


G. Ávila. “O ensino do cálculo no segundo grau”. Em: Revista do Professor de Matemática 18 (1991), pp. 1–9. issn: 2319-023X.

M. C. Borba e M. G. Penteado. Informática e Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. isbn: 8551306618.

A. A. S. Dias. “Cálculo Diferencial e Integral (CDI) no Ensino da Física na Educação Básica: um estudo”. Em: Revista Inova Ciência & Tecnologia 5 (2019), pp. 64–73. issn: 2447-4924.

W. C. G. Fialho e S. Mendonça. “O Pisa como indicador de aprendizagem de ciências”. Em: Roteiro 45 (2020). issn: 2177-6059.

D. Fiorentini. “Rumos da pesquisa brasileira em educação matemática: o caso da produção científica em cursos de pós-graduação”. Tese de doutorado. Universidade Estadual de Campinas, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato