Estudos de modelos dispersivos para dinâmica de populações

William M. S. Yamashita, Lucy T. Takahashi, Grigori Chapiro

Resumo


Nas ultimas décadas, a incidência global da dengue tem crescido dramaticamente favorecida pelo aumento da mobilidade humana e da urbanização. O estudo da população do mosquito e de grande importância para a saúde pública em países como o Brasil, onde as condições climáticas e ambientais são favoráveis para a propagação desta doença. Este trabalho baseia-se no estudo de modelos matemáticos que tratam do ciclo de vida do mosquito da dengue usando equações diferencias parciais. Estudamos a existência de solução na forma de onda viajante, usando um método semi-analítico combinando técnicas de Sistemas Dinâmicos, como a seção de Poincare e analise local com base no Teorema de Hartman-Grobman, e integração numérica.


Palavras-chave


Equações Diferenciais Parciais, Onda Viajante, Leis de Conservação, Dengue

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5540/03.2015.003.01.0066

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SBMAC - Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional
Edifício Medical Center - Rua Maestro João Seppe, nº. 900, 16º. andar - Sala 163 | São Carlos/SP - CEP: 13561-120
 


Normas para publicação | Contato